16 agosto, 2009

E eis que São Paulo respira melhor! Que piada.


Oi povo!
Faz uma semana e dois dias que em São Paulo não se pode fumar em ambientes fechados. Uma decisão bem polêmica que foi tomada. Dividiu beeeem a opinião de todos. Os fumantes acham que perderam o direito de ir e vir. Afinal de contas, eles têm também alguma razão. Os não fumantes acharam o máximo não ter que respirar aquela fumaceira toda a noite toda. Digo noite porque é onde eu mais vejo a situação. E deles também não se pode tirar a razão. E tem aqueles que são a grande minoria, que concordam com os dois lados e não se incomoda com a fumaça, afinal de contas, moramos em São Paulo.
Afinal de contas... o que será que tá certo? Aquela máxima do seu direito termina onde o do outro começa só deixa tudo mais complicado. Será que é certo tirar o direito de fumar? Será que é certo vender cigarro na padaria? Não faz sentido, né? Se não se pode fumar “onde vc quiser” porque vende cigarro em todo lado? Se realmente o governo quisesse acabar com o fumo por causa da saúde da população, restringiriam a venda, ou simplesmente parariam de vender.
Agora, o mais engraçado e estúpido é aquele painel na Av. Dr. Arnaldo com os dizeres “Fazem xxxxx dias xxx horas e xxxx minutos que São Paulo respira melhor!” Os números vão crescendo conforme o tempo vai passando. E realmente eu constatei que a poluição de Sampa é responsabilidade dos fumantes! Ainda mais ali na Dr. Arnaldo, onde o trânsito é intenso o tempo todo, quase não tem poluição e emissão de gases tóxicos. Eu mesmo, enquanto fumante, pude perceber que o ar de Sampa realmente está bem melhor! Porque carros realmente não poluem, o que polui é o cigarro.
Daí vem aquele bando de palhaço vomitando aquelas frases prontas de efeito sobre quantos cabôcos morrem por causa do cigarro. Realmente os governantes tão muito preocupados com isso. Quanta comoção! E o mais engraçado é que esses mesmos que falam isso, tiram a maior onda de geração saúde e tal vai fazer sua corridinha na Av. Sumaré. Lógico! Um lugar onde se respira muito bem. Nem tem fumantes agora! Agora sim! Mas depois de ficar com o “cooper feito” (adoro essa!) eles pegam o carro e vão pro trabalho. Mas eles não fazem nada de mal, afinal não fumam e não comprometem a saúde de ninguém.
Claro que o lado dos não fumantes tb é compreensível. Afinal de contas, quem gosta de sentir aquela fumaça na cara enquanto come uma boa refeição? Ninguém , não é mesmo? Já vi muito fumante reclamando do ambiente. Mas depois que terminam seu almoço, acendem um cigarro. Irônico não? Com eles é ruim, mas se eles fazem isso, tudo bem. Que coisa né? Uma coisa é certa, a maioria dos fumantes é muito folgada. Quantas vezes eu não vi a cena de um fumante na mesa falar “Dá licença pra eu fumar?” e acende um cigarro. Porra, vc não escutou a resposta! Como acendeu essa porra? E se vc diz não pra licença dele, ele começa a rir porque acha que é piada e acende do mesmo jeito. De um modo geral, fumante é bem chato, mas como toda regra tem sua exceção, não podemos generalizar.
E se pensarmos bem, essa lei nem é tao nova. Já existiam lugares onde não se podia fumar. Isso era facultativo. Agora virou uma obsessão. Beleza, acho mesmo que tem que ter barreira física entre “as alas”, que em determinados lugares como restaurantes e salas de shows, teatros, bares fechados, cinema e toda essa onda, deve ser proibido mesmo fumar. Agora até os botequins de esquina tão sofrendo. E já que num pode fumar dentro, o povo soluciona o problema colocando as mesas na calçada, daí pronto! Fudeu mais ainda, porque vc na rua não passa tb. Eu vejo e fico com raiva daqueles bares de playboy na Vila Madalena como o Galinheiro que teve a cara de pau de colocar aquelas lonas de plástico pra quando tiver chovendo. Aí que fode mesmo. Porque na chuva vc num tem nem a calçada pra andar. E ainda têm a pachorra de riscar na calçada (teoricamente via pública) o espaço do bar. E ai de vc se ficar parado lá.
Pronto, surge mais um problema em fumar somente na calçada. Cadê as latas de lixo dessa cidade???? Aqui em frente em casa tem. Perto do ponto de busão. Mas por exemplo ali no bar onde eu toco, num tem nenhuma. Aliás na rua se vê pouquíssimas latas. E nessa uma semana e 2 dias a quantidade de pontas de cigarro nas calçadas aumentou vertiginosamente! É muito fácil inventar uma lei, sem pensar no que ela pode gerar. Afinal de contas, a única coisa que eles se preocupam é em aumentar o próprio salário. Afinal de contas, já acabaram com o problema da poluição em Sampa, porque São Paulo respira melhor faz sei lá quantos minutos e segundos.
Me sinto muito melhor!

Um comentário:

Entrelinhas disse...

Bixxx.
Parabéns.
Agora só um parênteses. O cigarro é vendido em tudo quanto é lado pq 2/3 são de impostos para o governo.

Não é nada interessante para eles pararem com a comercialização.

Beijos/