22 junho, 2009

Os "tombos" que a vida dá.

“...pueden ser solamente amigos, pero en algun momento uno de ellos se va a enamorar de el otro, talvez por un tiempo, talvez en un mal momento, talvez demasiado tarde, o talvez, (...) para siempre.”

É engraçado como nós corremos atrás de sonhos e realizações e, algumas delas, quando conseguimos se transformam em problemas. Isso acontece direto comigo. É um mistério! Os planetas e essas paradas devem é estar de sacanagem comigo. Imagino até o diálogo deles:
Aí Saturno, bora pra casa 9, só pra sacanear aquele mané?
Demorou, Urano! Já tá! Vamos chamar Vênus também só pra piorar a situação dele?
Já pensou? Nossa... mas acho que é bem o que rola. Há muito tempo eu queria conhecer a terrinha do meu avô. Todo mundo me dava a maior força pra tal. Quando rolou, eu comprei a passagem e tudo mais, começaram os problemas. Era um tal de “mas vc vai mesmo?” “e isso, e aquilo? Como fica” e toda essa baba de quiabo. Resultado de tudo? Perdi uma pessoa formidável que poderia estar ao meu lado até hoje. Mas é claro que tive ótimos resultados tb. O crescimento tanto psicológico como profissional, a delícia que é morar sozinho, a tristeza da saudade dos seus amigos, parentes e da sua pátria... Mas enfim, isso me enriqueceu bastante.
Daí depois que eu voltei, comecei a trabalhar bem mais e todo o resto. E eis que eu conheci uma outra pessoa maravilhosa que me encantou desde o primeiro momento. As coisas foram acontecendo, acontecendo e no meio do processo, mais uma conquista que se transformou numa dor de cabeça sem tamanho. Fazia tempo que eu tentava entrar no circuito artístico dos cruzeiros. E finalmente consegui, mas ficarei 4 meses fora. Ela foi a primeira a saber. E confesso que foi “sofrivelmente” lindo ver aquele rostinho fazer uma expressão de preocupação quando eu disse do período que ficaria fora e em 2 segundos voltar ao sorriso mais encantador do mundo. Aquilo me doeu. E eu disse: Ainda não sei se vou. Vamos mandar o material e esperar. E digo... por ela eu ficaria! Desencanaria e tal. Mas as coisas acontecem... e eu resolvi que tenho que ir nessa jornada. O material foi aprovado e estamos prestes a fechar, mas ainda temos muitas dúvidas e incertezas. Falo agora de mim e dos meus amigos que me acompanharão. Voltando pra ela... também acho que temos muitas dúvidas e incertezas, mas quem melhor que o tempo pra nos mostrar o que as vezes está bem ao nosso olhar e não conseguimos ver, por medo, distração ou opção? Ultimamente, tudo que penso ela aparece. Sonhos, devaneios... tudo. Bom, deixemos nosso destino na mão do Sr. Tempo e vamos ver o que o futuro preparou pra nós. Todos nós...

Um comentário:

paulinho disse...

parceiro, estou ai assistindo tudo na numerada, com vista privilegiada, e voce sabe que eu torço pra que tudo de certo sempre, de música, de grana e dessas coisas esquisitas e imprecisas que são as mulheres...
abração