02 março, 2009

Não tem placa de bronze, não fica na história...


Mas fica nos nossos corações, com certeza! Hoje tinha tudo pra ser um dia normal com estudo, e-mails, arranjos e tal... mas desde sábado havia alguma coisa no ar. A Lu pescou antes de todos.
Hoje, segunda-feira, 02 de março de 2008, se tornou um dia dos mais tristes para muitos que todos os sábados compartilhava da felicidade e do empenho de um homem em propagar a cultura do nosso país. Os sábados na General Osório não serao mais os mesmos. Como será chegar lá e não encontrar aquela figura tão querida, que recebia a todos, todos mesmo com a alegria de quem revê um amigo, um parente querido mesmo que essa pessoa esteja indo pela primeira vez lá. Como será não ter aquele semblante de satisfação ao lado da roda de choro a cada choro executado pelos habituais músicos presentes sob a "batuta" do grande Arnaldinho? Não vai ser a mesma coisa ficar em pé na sala quente e desconfortável porque alguma coisa estará faltando!
Sr. Miguel nos deixou hoje. Um cara que ficava radiante de ver sua loja cheia, não de compradores (que aliás, a maioria deles nunca respeitava o que acontecia na sala Evandro do Bandolim) mas sim de pessoas que saíam de suas casas de manhã e se amontoavam nos bancos de madeira e contemplavam atentamente o mais significativo e lindo gênero musical que, graças a esse homem, começou a ter mais espaços por aí. Antes de cair no "gosto geral" só se fazia roda de choro lá, na Del Vecchio e no Bom Motivo (que deixou de ser um bom motivo faz tempo). Como diz o samba, número baixo é aquele que teve coragem de ser pioneiro e sair na frente. E "quem estamos" aqui agora temos que respeitar números baixos como o Sr. Miguel.
Eu gostaria de agradecer a ele pessoalmente, mas não deu tempo.
Espero que a roda continue lá, apesar dos meus desentendimentos com alguns frequentadores da antiga. Coisas assim acabam rápido se não defendermos nossos ideais.
Com tristeza, me vou...


Na foto lá em cima, nosso querido, ao lado do eterno mestre Jamelão.

Nenhum comentário: