21 agosto, 2008

União através do esporte? Será mesmo?


Jogos Olímpicos! Pura emoção pra quem, assim como eu, ama o esporte. É um tal de acordar e acompanhar o jogo de vôlei que já começou, chorar com a Jade, ficar ansioso com a Daiane, puto com os juízes do vôlei de praia e extremamente orgulhoso do nosso futebol feminino! Nosso vôlei é só alegria, só não podemos falar o mesmo do futebol masculino... papelão... Bem que o Dunga poderia mudar o nome pra Soneca. É um anão mais parecido com o comportamento dele.
Falando em futebom, união dos povos através do esporte e essa coisa toda, essa semana vi que teve uma festa no SPFC e um ator falou que o filho dele que acabara de nascer já tem um título do clube do São Paulo. É uma coisa de Título baby... Isso me fez lembrar de quando levei minha namorada pela primeira vez no estádio, por acaso o Morumbi.
O jogo era São Paulo e Botafogo. Entrega da taça do campeonato brasileiro do ano passado. Jogo de compadre. O caminho ao estádio não podia ser melhor. todo mundo numa boa, piadinhas com os torcedores do Botafogo (eu inclusive), mas tudo numa paz que dava até gosto.
No estádio a coisa começou a mudar. Nada de violência nem agressão, mas uma aula de "o que não se deve ensinar". Jogaram a torcida visitante na caçapa do estádio. Lá existem 2 túneis de saída do vestiário e uma delas estava à nossa frente. Um bando de crianças entraram em campo com o uniforme do São Paulo e formaram um cordão que ia da boca do túnel até o meio de campo. Eis que vem o time do São Paulo! FEsta! crianças saudando seus jogadores! Muito bacana.
E vem o time do Botafogo (poderia ser qualquer time visitante)! AS crianças de 4 a 8 anos são "instruídas" a virar para os jogadores do Botafogo e vaiarem eles. Realmente muito cordial. É bem o que o esporte quer! Não bastando, o corredor de crianças impede os jogadores de chegarem perto da nossa torcida por eles.
Quando achamos que tinha acabado, o pior ainda estava por vir... As mesmas crianças, inocentes e "instruídas" pelos monitores contratados pelo SPFC, são trazidas à frente da nossa pequena torcida e começam a xingar a gente. mostram o dedo, mandam a gente tomar no cu... ou seja, coisas que eles não fazem a menor idéia do que seja. Mas o monitores sabem. E ensinam isso. Aí essas crianças crescem e se tornam torcedores imbecis que vão ao estádio pra criar confusão. E aprendem tb que quando estão em bando podem provocar um bando menor que tá tudo bem.
DAí depois temos que ouvir que o esporte é isso, é lindo e tal... Mas os bastidores...
Será mesmo que os anéis olímpicos estão passando a informação que deveriam? A união dos povos através do esporte... se não ensinar isso às crianças, depois não adianta chorar porque nossas crianças (é, só criancinha rica a Veja chama de "nossas crianças") se desencaminharam. Começam a se desencaminhar com o consentimento dos pais e bem debaixo dos seus narizes. Só não ver quem não quer.
Vai Brasil! Mais um ponto da Mari! Joga muito essa menina...