22 outubro, 2007

Ao elegante César



O estilo de chorão e sambista tradicional de César Faria podia ser resumido numa palavra: elegância.

Morreu na noite deste sábado César Faria, fundador do Conjunto Época de Ouro. César Faria, um dos maiores violonistas brasileiros, tinha 88 anos.
Não dá pra escrever um texto sobre esse mestre. Todas as palavras ainda seriam pouco pra falar o que ele fez pela nossa música.
César tinha um jeito único de tocar. Só ele conseguia fazer aquelas coisas. Em um dos discos mais perfeitos de Paulinho da Viola (Memórias chorando), ele optou apenas por um violão. Um violão de 6 cordas tocado com maestria por César Faria, que o conhecia muito bem. Pra finalizar, reescrevo aqui uma frase célebre de Jacob do Bandolim, quando perguntado sobre César Faria:
"O César tem aquele violão que quando vc escuta parece que ele não está lá, mas quando vc tira, faz uma falta tremenda."
César, o senhor já faz uma falta imensa! Sentirei muitas saudades da sua elegância!
Um beijo ao senhor onde quer que esteja.

Legenda da foto: Jacob e o Conjunto Época de Ouro (década de 60) – Em pé: Jonas Silva, César Faria e Carlinhos Leite. Sentados: Dino 7 cordas e Jacob. Obs: Gilberto d’ Avilla não participou dessa foto.

Nenhum comentário: