24 maio, 2007

Relembrando velhos hábitos


Esses dias estive escutando um repertório que pouco tocava. Aliás só tocava no conservatório, talvez por isso tenha criado um trauma de estudar esse repertório. Lembro de dois nomes que eu abominei por anos: Tárrega e Giuliani. Fui obrigado a tocar Capricho Árabe e coisas do tipo. Isso nunca saiu bem na minha mão, talvez seja por isso que eu tb não goste tanto de equações... Tudo era obrigado... era um saco. Hoje com outros ouvidos reescutei a obra de Tárrega e Giuliani e num é que me deu vontade de tocar aquelas coisas? Impressionante como aqueles idiotas que eu chamava de professores (quanta ingenuidade) quase me fizeram esquecer desses compositores.

Prestem atenção nesse disco! David Russell interpretando a obra completa de Francisco Tárrega. Pelo simples fato do título do álbum, creio, já valeria muito à pena a sua audição. Mas a imprescindibilidade de sua audição transcende tal fato. O que vemos em tal álbum, é o profundo amadurecimento musical que um instrumentista pode conservar. É o grande senso de musicalidade. É, enfim, uma profusa demonstração de quão bom um violonista pode ser.

As execuções dessas sublimes peças por David Russell é simplesmente fascinante!

David Russell - Francisco Tárrega Integral de Guitarra
CD 1 - parte 1 e parte 2
CD 2 - parte 1 e parte 2

Para os violonistas, aqui estão todas as partituras em PDF.

Fonte: Site Violão Erudito

4 comentários:

Vanessa disse...

E eu curiosa aqui vendo teus escritos e músicas. :)

Bisdré disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dal Pires disse...

Gostei do blog. :)

Vanessa disse...

Tu vai escrever mais nunca?